Açúcar pode ter suspiros de alta, mas valores já foram precificados pelo mercado

Os preços do açúcar ainda poderão entrar em algum canal positivo, vez ou outra, embolados no petróleo, mas as chances de assegurarem o trânsito de baixas dos últimos dias é bastante provável.

Na terça (19), o açúcar recuou fortemente mais de 2,25%, a 18,91 cents de dólar por libra-peso, seguindo o peso da oferta indiana aumentando, em safra recém-iniciada, e as chuvas no Centro-Sul brasileiro, elevando as chances de melhor desempenho da cana da safra 22/23.

A avaliação é confirmada por Maurício Muruci, da Safras & Mercado. “Um dia tinha que entrar [nos preços]”, brinca ele, fazendo menção à relativa demora de a boa oferta da Índia fazer pressão.

Segundo ele, 36 milhões de toneladas de açúcar são esperadas, embora os produtores locais, através da associação de classe, a Isma, tentarem fazer “o mercado acreditar que será bem menos. Até 30 milhões/t se comentou já”.

E ainda tem a Tailândia, saindo de 7 para 12 milhões/t da commodity também nesta mesma temporada asiática.

Enquanto isso, o Brasil tem no radar chuvas regulares esperadas até dezembro, pelo menos, e já mostra que a próxima safra vá para uns 540 milhões/t, melhorando sobre o panorama da atual, diz o analista.

Em finalização completa e antecipada, o ciclo corrente deverá ficar em torno dos 520 milhões/t, enquanto o anterior bateu em 605 milhões/t.

Cadastre-se em nossa newsletter

FONTE: REVISTA RPA

Total
0
Shares
Previous Article

Chuvas tendem a tirar suporte do café, limitando ou estabilizando o lado positivo

Next Article

Governo anuncia novidades sobre o Auxílio Brasil

Related Posts