Boi continua sem piso ou contém a hemorragia, mesmo parcialmente, na quinta (30)?

Pecuária de corte Boi Carnes Agronegócio
Boi não cessa de cair com falta de apetite chinês e a fraqueza tradicional do mercado interno (Imagem: Embrapa/Ana Maio)

O complicado cenário do boi gordo, que não consegue achar qualquer sustentação que seja para conter as quedas de cotações, segue em acompanhamento total pelo mercado na quinta (30).

Baseado nos fortes recuos registrados pelas referências de preços das consultorias nesta quarta, em plena virada do mês – e próximo dos pagamentos dos salários – que poderia melhorar a intenção de compra dos frigoríficos, os negócios de amanhã parecem que deve seguir parados.

Ao menos que estabilizasse.

O arrasto para baixo se consolida pela falta de clareza quanto ao retorno, enfim, das importações chinesas, paradas desde o começo do mês pela notificação de vaca louca atípica.

O boi em São Paulo perdeu mais 1,26%, na média da Agrifatto, para R$ 296, enquanto na Scot Consultoria saiu dos R$ 290 para R$ 288,50, respectivamente com Funrural para desconto do produtor e sem a taxa.

O Cepea da véspera derreteu 3,20%, cotando a R$ 294 (sem imposto), e mesmo que mostre um movimento pouco melhor pelo levantamento de hoje, deve ser pontual.

 

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

FONTE: MONEY TIMES

Total
0
Shares
Previous Article

Cinemas, restaurantes e lojas físicas vão liderar consumo no pós-pandemia

Next Article

Bolsa sobe 0,89% em dia de alívio global

Related Posts