Carteira de pedidos da Embraer volta ao nível pré-pandemia no 3º trimestre

21/10/21 11h20

Backlog da fabricante de jatos totaliza US$ 16,8 bi no fim de setembro; em igual período de 2019, somava US$ 16,2 bilhões

Bloomberg Linea

São Paulo — A Embraer fechou o terceiro trimestre deste ano com a carteira de pedidos firmes (backlog) totalizando US$ 16,8 bilhões. O valor é superior ao registrado no fim do terceiro trimestre do ano passado (US$ 15,1 bilhões) e de 2019 (US$ 16,2 bilhões), ou seja, antes da pandemia da Covid-19.

A fabricante de aeronaves, sediada em São José dos Campos (interior paulista), entregou um total de 30 jatos no terceiro trimestre deste ano, sendo nove comerciais e 21 executivos (14 leves e sete grandes). Os dados foram divulgados pela companhia, nesta quinta-feira (21). O resultado financeiro do terceiro trimestre só será divulgado no dia 5 de novembro.

No ano, até 30 de setembro, a Embraer já entregou 86 aeronaves. Em seu relatório de entregas, a companhia divulgou que, durante o terceiro trimestre, entregou seu jato executivo de número 1.500 e fez um balanço de seus principais contratos no período.

A aeronave, um Phenom 300E, que foi o jato leve mais vendido por nove anos consecutivos, foi entregue à Haute Aviation, empresa suíça que atua nos segmentos de fretamento, corretagem e gerenciamento de aeronaves.

No segmento de aviação comercial, a Embraer anunciou, no trimestre, a venda de 16 novos jatos E175 para a SkyWest para operar para a Delta Air Lines, se somando aos 71 jatos do modelo que a SkyWest já opera para a companhia aérea. Segundo o relatório, a aeronave E175 voará para a Delta sob um Contrato de Compra de Capacidade (CPA). O valor do contrato, que está incluído na carteira de pedidos da Embraer do terceiro trimestre, é de US$ 798,4 milhões, com base no preço de lista.

No segmento de Serviços e Suporte, a Porter Airlines assinou um pacote de suporte de pós-venda com a Embraer, por até 20 anos, para a frota de aeronaves comerciais E2, informou a companhia. A fabricante de jatos também disse que assinou um acordo para o Programa Pool com a CommutAir, operadora da United Express, para apoiar a frota de jatos ERJ 145, e uma extensão de Pool com a Cobham, na Austrália, para apoiar seus três E190. Além disso, também na Austrália, a Embraer destacou que assinou um contrato de prestação de serviços com a Alliance Airlines, fornecendo suporte para a frota de E190 da companhia aérea.

Fonte: https://www.bloomberglinea.com.br/2021/10/21/carteira-de-pedidos-da-embraer-volta-ao-nivel-pre-pandemia-no-3-trimestre/

FONTE: INVESTE SP

Total
0
Shares
Previous Article

Agricultura esclarece que não há nova orientação sobre embarques de carne à China

Next Article

Nelore avaliado pelo PMGZ em oferta pela ACN Agropecuária

Related Posts