Com petróleo e rolagem de vencimento, açúcar dispara. Mas pode ser voo de galinha

Açúcar
Contra oferta maior da Ásia chegando, açúcar ganha por fatores extra fundamentos (Imagem: Pixabay)

O açúcar se escora na disparada do petróleo e dispara também nesta manhã de quarta (15).

Os traders olham o etanol no Brasil atraindo mais produção, contra a menor oferta do adoçante, e aproveitam e fazem um encontro de contas com a rolagem do vencimento de outubro e a commodity mais barata, acredita do analista da Safras & Mercado, Maurício Muruci.

Com isso, na ponta de março há um puxão, como às 10h25 (Brasília), perto de 3%, a 20,19 centavos de dólar por libra-peso.

Mas não é um cenário consolidado já que o óleo cru segue em volatilidade, olhando por esse ângulo apenas.

Por hora, prevalece a perspectiva de produção prejudicada no Golfo do México e recuo de estoques americanos, por passagens de dois furacões, e a informação atribuída à Agência Internacional de Energia (IEA) de que não vê perspectiva de os países produtores aumentarem a produção.

O açúcar vinha sendo pressionado pela chegada das safras da Índia e Tailândia, em 36 e 12 milhões de toneladas, respectivamente, que tiravam suporte em Nova York mesmo que a safra brasileira caminhe para um final antecipado de forte queda na produção.

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

FONTE: MONEY TIMES

Total
0
Shares
Previous Article

Produção de açúcar do Brasil deve ver leve recuperação em 2022/23, diz consultoria

Next Article

Açúcar branco avança 2% antes de vencimento; arábica atinge mínima de 3 semanas

Related Posts