Confira o mercado do milho no Brasil?

O mercado do milho no estado do Rio Grande do Sul está lento, mas as chuvas na semana devem beneficiar umidade do solo para plantio, de acordo com a TF Agroeconômica. “As chuvas previstas para esta semana devem acelerar os trabalhos de campo no Rio Grande do Sul, à medida que regiões como Ijuí e Santa Rosa – exatamente onde estão previstos bons volumes – devem receber precipitações entre 5 e 10 mm”, comenta. 

“Na comercialização, segue a calmaria, e com exceção de pouquíssimos volumes, o mercado se mantém quieto. Indicações de compra caíram para R$ 93,00 CIF Marau; R$ 94,00 CIF Arroio do Meio; R$ 93,00 Ijui; e R$ 93,00 Santa Rosa. Safra nova indicava R$ 76,00 no porto para março, e R$ 90,00 CIF Marau para janeiro. Preços de pedra caíram para R$ 88,00 em Panambi”, completa. 

Santa Catarina se destaca pela calmaria, enquanto chegam estimativas de aumento de safra. “As perspectivas da Epagri reveladas na semana passada apresentam um tom positivo para o milho: segundo a entidade, na safra verão serão produzidas cerca de 2,72 milhões de toneladas, volume 51,2% superior à safra passada, que foi de 1,7 milhões. Avalia-se, aqui, uma retomada da produção normal do estado, que sofreu com a cigarrinha no ciclo 20/21”, indica. 

Negócios no norte e no sudoeste do Paraná rodam a níveis abaixo daqueles vistos semana passada. “Aos poucos os produtores paranaenses vão vendendo seus últimos lotes de milho, aceitando que, talvez, aquelas altas vistas a cerca de um mês atrás, não retornem mais. O quadro com o contrato de milho a R$ 100,00 deve ficar na parede, como recordação. Infelizmente, não se produziu aqui como se deveria, mas os preços compensaram no ambiente de negócios”, conclui. 



FONTE: AGROLINK

Total
0
Shares
Previous Article

Governo libera venda direta de etanol de produtores para postos

Next Article

Compras online de Pet Food crescem mais de 90% em volume

Related Posts