Este título de renda fixa está entregando mais que a inflação, é isento de IR e IOF e pode ser a sua chance de turbinar sua carteira ‒ conheça

Com solidez e perspectiva de crescimento, a Vamos tem boa avaliação de crédito e pouquíssimos riscos de dar calote; veja por que vale a pena investir em seu CRA . (Imagem: Divulgação/Grupo Vamos)

Todo investidor, para ser bem-sucedido, precisa de uma parcela de renda fixa na carteira. Isso não significa que você precisa abrir mão de bons rendimentos. Se você souber capturar oportunidades no mercado, é possível ganhar dinheiro com ativos de renda fixa, que se tornam cada dia mais vantajosos com a alta do IPCA e da taxa de juros

Um caso que está chamando a atenção de analistas de renda fixa é o CRA da empresa Vamos. Entregando um retorno de IPCA + 4,8% (ou seja, ganho real de 4,8 pontos percentuais acima da inflação), este título te dá a possibilidade de proteger seu patrimônio e ainda lucrar acima da inflação

CRA é um bom investimento de renda fixa?

Caso não esteja familiarizado com o termo, CRA significa Certificado de Recebíveis do Agronegócio: um título de crédito privado que financia o agronegócio. Para expandirem suas produções, industrializarem seus produtos ou comprarem novos insumos e máquinas para o agronegócio, as empresas tomam dívidas e emitem os CRAs.  

Assim como emprestamos dinheiro ao governo quando compramos títulos públicos no Tesouro Direto, também podemos emprestar dinheiro a empresas de agronegócio através de CRAs. 

Esses certificados guardam certa semelhança com as LCAs, as Letras de Crédito do Agronegócio. Mas neste caso, você empresta dinheiro ao banco, para que então o banco conceda crédito aos produtores agrícolas. Já em relação aos CRAs, as companhias contratam uma empresa securitizadora, e não um banco, para regularizar e emitir seus títulos de crédito. 

Apesar dessas especificidades, não precisa se preocupar. Investir em um CRA é tão fácil quanto investir no Tesouro Direto. Basta entrar na sua corretora, escolher o ativo e fazer o aporte. Não há nenhuma burocracia a mais. 

Como investimento, o CRA da Vamos tem algumas vantagens para quem deseja obter bons lucros com renda fixa:

  • Paga uma taxa de IPCA + 4,8%, protegendo seu patrimônio e aumentando seu poder de compra;
  • É isento de Imposto de Renda;
  • É isento de IOF;
  • Paga juros semestrais. 

Mas você pode estar se perguntando: emprestar dinheiro para uma empresa não é muito arriscado? De fato, os riscos não podem ser ignorados. Mas eles estão presentes em qualquer tipo de investimento, inclusive na Poupança. A vantagem é que a Vamos, a emissora dos CRAs, é uma empresa sólida, com boa avaliação de crédito e que tem tudo para continuar crescendo

CRA da Vamos é oportunidade para lucrar com renda fixa; entenda

A Vamos é uma empresa do Grupo Vamos, líder de mercado na locação de máquinas, equipamentos e caminhões. Ela também atua no segmento de concessionárias de veículos pesados e vendas de seminovos. 

Por atuar com transporte de cargas, a empresa está ligada a diversos setores produtivos da economia. Entre eles, está o agronegócio, que cresceu 24,3% em 2020 e é responsável por mais de um quarto do PIB do Brasil, segundo dados da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA). 

Além disso, o negócio de locação de caminhões tem um mercado endereçável de 2,8 milhões de unidades, o que significa que a empresa ainda tem espaço para crescer. Atualmente, são 23,6 mil unidades alugadas no país, sendo que a Vamos tem o maior market share, com 15,8 mil unidades. Segundo os resultados divulgados pela empresa no segundo trimestre de 2021, a receita com este tipo de serviço foi na casa de R$ 225 milhões. 

A empresa também tem receita vinda de seus dois outros negócios. No mesmo trimestre, a venda de máquinas e caminhões seminovos atingiu R$ 28 milhões, enquanto o segmento de concessionárias, carro-chefe do grupo, faturou R$ 412,5 milhões. 

Seguindo com a análise da empresa, outros dois indicadores demonstram a sua capacidade de crescimento e sua solidez. Com uma rentabilidade sobre o patrimônio líquido (ROE) na casa dos 26,3% e um retorno sobre capital investido (ROIC) em 12%, a companhia mostra que é capaz de fazer uma boa gestão de sua estrutura de capital

Veja os gráficos abaixo:

Gráficos mostram ROE e ROIC da Vamos.
Gráficos de ROIC e ROE da Vamos. Fonte: Vamos.

Quanto ao seu endividamento, a Vamos tem uma dívida líquida de R$ 1,91 bilhão, algo que representa 2,4x EBTIDA, ou seja, ela demoraria 2,4 anos para pagar a dívida se usasse todo o seu caixa gerado. Este nível de alavancagem pode ser considerado saudável, segundo o analista especializado em renda fixa, Luiz Rogé. 

“A Vamos tem uma estrutura de capital equilibrada com pouca alavancagem financeira e muita liquidez no curto prazo, traduzindo-se em solvência para honrar seus compromissos financeiros”, comenta Rogé. 

Utilizando de forma estratégica seus empréstimos e seu caixa, a Vamos consegue fazer frente aos investimentos de capital necessários para seu crescimento e, ao mesmo tempo, potencializar o retorno de seus acionistas. Em suma: a Vamos é uma empresa sólida com excelente perspectiva futura.

Entenda a avaliação de risco da Vamos

Os dados acima mostram que a Vamos é uma companhia consolidada e que tem capacidade de honrar suas dívidas. Por si só, essas informações já apontam que o CRA da companhia, apesar de ser um título de crédito privado, é um ativo com relativa segurança. 

Ainda assim, se você ainda estiver em dúvida sobre os riscos, é importante conhecer o conceito de rating. Basicamente, o rating é um mecanismo de avaliação de riscos de empresas e instituições. Ou seja, ele mostra o quão arriscado é investir no título de dívida de uma determinada empresa. 

Existem empresas especializadas em fazer essa avaliação, sendo que uma das mais famosas é a Standard & Poor’s. Segundo a análise da S&P, a Vamos tem um rating de qualidade muito alta (AA+, para ser mais exata), o que significa que ela tem pouquíssimos riscos de dar calote

O rating é um indicativo da saúde financeira de uma empresa e, ao que tudo indica, a Vamos está ‘bem das pernas’. 

Invista nos melhores ativos de renda fixa e ganhe parte do seu dinheiro de volta

O CRA da Vamos é apenas um dos títulos que mostram que a renda fixa está longe de morrer, já que apresenta alguns diferenciais bem significativos:

  • Rendimento de 4,8% a mais do que a inflação;
  • Vencimento em médio prazo;
  • Pagamento de juros semestrais;
  • Isento de Imposto de Renda e de IOF;
  • Empresa sólida, com pouco risco de calote e em constante crescimento.

Encontrar oportunidades como essa ‒ ativos de renda fixa que realmente entregam rendimentos interessantes ‒ pode ser um desafio. Por isso, a Vitreo, corretora com mais de R$ 11 bilhões sob gestão, resolveu preparar uma programação especial para ofertar os melhores ativos para os investidores, incluindo o CRA da Vamos. Trata-se da Semana de Renda Fixa, que vai acontecer entre os dias 25 e 29 de outubro. 

Durante esta semana, a Vitreo vai oferecer ativos de renda fixa raros de se encontrar no mercado, com condições especiais. Serão lançados títulos com rentabilidades, índices, prazo de vencimento e investimentos mínimos diferentes. Assim, você poderá decidir qual (ou quais) se encaixa melhor no seu momento atual. 

Inscrevendo-se através deste link, você terá acesso antecipado a seleção especial de CDBs, LCAs, LCIs, CRIs, CRAs e debêntures para turbinar seu patrimônio e ainda se proteger da inflação

A Vitreo resolveu incluir um bônus especial: todas as pessoas que investirem durante a Semana de Renda Fixa receberão 0,5% de cashback sobre o valor investido  ‒ ou seja, terão parte de seu dinheiro de volta (limitado a mil reais). É uma oportunidade única para capturar bons ativos de renda fixa com um “desconto”. 

Você não tem obrigação nenhuma em investir nesses ativos, nem precisa pagar qualquer coisa para se cadastrar. É por isso que eu sugiro que você deixe seu e-mail para receber as ofertas da Semana da Renda Fixa e depois decida se esse investimento faz sentido para você.

[LISTA EXCLUSIVA] INSCREVA-SE PARA RECEBER AS MELHORES OFERTAS DE RENDA FIXA DA VITREO

FONTE: MONEY TIMES

Total
0
Shares
Previous Article

Crescem reclamações sobre cobranças indevidas de crédito consignado

Next Article

Senado vai debater falta de insumos para o plantio da safra 2021/22

Related Posts