Produção de hortaliças em fazendas verticais é tema do Conexão Ciência

Produção em solo e iluminação artificial são algumas das características das fazendas verticais. Como o cultivo das plantas é feito em camadas umas sobre as outras, por isso o nome verticais, o modelo é voltado para as cidades, principalmente aquelas que ficam distantes dos grandes centros de abastecimento. A explicação é do pesquisador Ítalo Guedes, da Embrapa Hortaliças (Brasília – DF), feita em entrevista ao programa Conexão Ciência da Embrapa, que agora está em novo formato.

“Uma vantagem das fazendas verticais é combatermos o que chamamos de desertos alimentares, que são áreas onde mesmo que a pessoa queira, não há um acesso fácil a alimentos frescos”, ressaltou.

Guedes listou várias outras vantagens de produzir hortaliças em ambientes fechados, como a melhoria da qualidade nutricional do produto. “Os sistemas em ambientes fechados vêm responder algumas das expectativas da sociedade como a diminuição e, até mesmo, a eliminação de defensivos agrícolas. São produtos seguros, com baixo risco de contaminação por parasitos ou pragas e, além disso, atendem às exigências de sustentabilidade, produção local e economia no uso de recursos”, afirmou.

Confira aqui a entrevista na íntegra
Acesse o canal da Embrapa no YouTube e assista a outras entrevistas



FONTE: AGROLINK

Total
0
Shares
Previous Article

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em outubro

Next Article

José Luiz Tejon estreia novo boletim sobre marketing rural no Canal do Criador

Related Posts