Produtores gaúchos iniciam plantio de soja; chuvas limitam avanço, diz Emater

Soja
Em algumas localidades, sojicultores estão lavrando e gradeando as áreas devido à alta infestação de ervas de difícil controle com herbicidas (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

Produtores de soja do Rio Grande do Sul iniciaram o plantio nas regiões de Ijuí, Santa Rosa, Porto Alegre, Santa Maria, Soledade, Bagé, Frederico Westphalen e Pelotas, e a elevada umidade impediu maiores avanços, disse a Emater em boletim semanal nesta quinta-feira.

“A elevada umidade no solo durante praticamente toda a semana não permitiu avanços significativos”, afirmou a empresa de assistência técnica ligada ao governo, que não divulgou percentuais de plantio.

Segundo a Emater, os agricultores seguem com dessecações e preparo de novas áreas e se organizam com o escalonamento do plantio a fim de minimizar os impactos de períodos de estiagem previstos nos modelos climatológicos.

“Em algumas localidades, sojicultores estão lavrando e gradeando as áreas devido à alta infestação de ervas de difícil controle com herbicidas, aproveitando a atividade para aplicar e incorporar calcário”, acrescentou.

O Rio Grande do Sul, que está entre os três maiores produtores de soja do Brasil, tem plantio mais tardio em relação a outros Estados, pelo zoneamento climático.

Até o último dia 16, produtores no Brasil já haviam semeado quase um quarto da área prevista para o país.

Já a colheita de trigo do Rio Grande do Sul atingiu 9% da área nesta semana, avanço de 4 pontos percentuais ante a semana passada, mas está atrasada ante a média histórica para a época (25%).

“Na semana, predominaram dias nublados, com temperatura quente durante o dia e mais baixa à noite. Em algumas localidades, as chuvas foram fortes, de elevado volume, acompanhadas de ventos e granizo, promovendo assim danos às lavouras. Por conta da umidade, a colheita avançou de forma lenta no Estado…”, disse a Emater.

FONTE: MONEY TIMES

Total
0
Shares
Previous Article

Além do boi, preço do animal para abate também está em forte queda, diz Cepea

Next Article

Municípios investem 34% a mais em saúde, mas quadro fiscal preocupa

Related Posts