Sem apoio de “fora” por enquanto, soja e milho devolvem levemente ganhos da véspera

Vittia Fertilizantes
Soja não tem apoio de outras variáveis para escapar do viés de baixa

A menos que venham novidades como forte demanda, mudanças para alta do petróleo e mercados financeiros menos ariscos, as commodities agro devem seguir, nesta quinta (21), coladas a seus fundamentos baixistas.

Por hora (7h10, de Brasília), o cenário é do óleo cru em recuo (menos 1,05%), com o dólar index em alta e futuros de ações nos Estados Unidos em baixa.

E se houve negócios na madrugada brasileira e americana com os chineses, com a soja especificamente, os mercados serão informados mais tarde.

Assim, os fundos aproveitam e vendem algumas posições para realizações de lucros sobre a sessão da quarta, mas modestas até aqui.

O grão cede, ligeiramente, 0,70%, a US$ 12,38 o bushel, para entrega em dezembro. E segue o óleo, que na véspera teve forte expansão via petróleo, estando, neste momento, em menos 1,16%, também na CBOT (Chicago).

Sem outros suportes, a commodity sente a oferta mais elástica, com a colheita americana e plantio no Brasil.

Caso semelhante ao milho, que volta para o lado negativo da tabela, depois dos ganhos da quarta.

Está próximo da estabilidade, em perda de 0,20, com o dezembro a US$ 5,38.

FONTE: MONEY TIMES

Total
0
Shares
Previous Article

Indicador Cepea do boi gordo cai para o menor valor do ano

Next Article

Varejo paulistano cresceu 33,8% na primeira quinzena de outubro

Related Posts