Sexta-feira será marcada por instabilidades

Nesta sexta-feira (23/09) as instabilidades ganham abrangência sobre o país. As chuvas serão volumosas na região norte, com potencial para temporais localmente fortes. Sobre o centro-oeste, o padrão das chuvas continua de maneira isolada, mas com uma maior área com condições para ocorrer. E a presença de áreas de baixa pressão sobre o leste do nordeste e também na região sul, favorecem a formação de chuvas pontuais.

Confira a plataforma completa de mapas aqui.

Saiba como fica o tempo em cada região: 

Região Norte
O forte calor em conjunto com a alta disponibilidade de umidade, típica da região, favorece a formação de temporais em praticamente todos os estados. As chuvas serão localmente fortes, provocando acumulados expressivos sobre a região central do AM, onde as projeções apontam para chuvas superiores aos 40 mm. Sobre o estado do AC as chuvas também poderão ser localmente fortes, mas sem gerar acumulados significativos ao final do dia. As instabilidades retornam para o estado do TO, onde há condições para pancadas de chuva em todo o estado, mesmo que de maneira pontual e isolada, assim como no sul de RO e AP. O calor continua intenso na metade sul da região, no entanto os índices de umidade serão maiores do que nos últimos dias, aumentando também a sensação de abafamento. 

Região Nordeste
A presença de um cavado  – região alongada de baixa pressão – sobre o leste da região, favorece o levantamento de ar e consequentemente a formação de nuvens de chuva. A atuação deste sistema será restrita aos estados de SE e AL, onde os acumulados ao final do dia poderão se aproximar dos 15 mm.  As instabilidades poderão provocar pancadas isoladas nas áreas adjacentes como ao norte da BA e litoral de PE. Sobre o MA, o forte calor poderá resultar em algum temporal localizado, mas sem provocar acumulados expressivos no decorrer do dia. Nas demais áreas o predomínio será do Sol e de temperaturas elevadas.

Região Centro-Oeste
A atuação de uma região de baixa pressão, quebra o padrão de circulação que estava impedindo a formação de nuvens carregadas sobre a região. Deste modo, são esperadas pancadas de chuva mais abrangentes sobre o estado do MT, GO e de forma isolada sobre o DF. No entanto, os índices de instabilidade  não indicam valores significativos, diminuindo assim o risco de alguma localidade com o registro de tempo severo. A presença das chuvas, eleva os índices de umidade para níveis mais confortáveis, se comparados aos últimos dias. Contudo, sobre o MS, o predomínio do tempo continua seco e quente. 

Região Sudeste
A presença de uma área de alta pressão em 5 km de altitude vai influenciar o tempo sobre grande parte da região, mantendo a condição favorável para o predomínio do Sol. Contudo, a influência dos ventos oceânicos poderão manter o dia com uma maior variação de nebulosidade sobre o leste de SP, RJ, sul de MG e ES, mas sem condições para chuvas. O amanhecer também será ameno nessas áreas, e as temperaturas máximas do dia ficarão abaixo dos 23°C. Ao passo que no oeste de SP, triângulo e norte de MG o calor segue forte.

Região Sul
Uma região de baixa pressão na costa do RS, favorece a formação de algumas nuvens carregadas entre o norte do estado gaúcho e sul de SC. Porém os acumulados previstos nas projeções matemáticas, não indicam valores significativos. No entanto, em algumas localidades os índices de instabilidade indicam valores significativos para a ocorrência de granizo, que pode ser avaliado como um padrão típico de tempestades de primavera. Sobre o PR e sul do RS não há condições para chuvas. E nos três estados, as temperaturas serão amenas.

Veja os mapas destaques

Chuva:

Temperatura Máxima:

Temperatura Mínima:



FONTE: AGROLINK

Total
0
Shares
Previous Article

Dólar reverte queda e fecha com pequena alta, a R$ 5,31

Next Article

Avanço da Covid pode impactar nos preços do etanol no Brasil

Related Posts