Soja e milho perdem força em Chicago à espera de notícias sobre exportações

Na bolsa de Chicago, os futuros da soja para novembro fecharam em queda de 4,25 centavos de dólar (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

Os contratos futuros da soja em Chicago se enfraqueceram nesta sexta-feira, abrindo mão dos ganhos obtidos durante a noite devido à falta de notícias sobre exportações, apesar de o principal comprador, a China, retornar ao mercado após um feriado de uma semana, disseram traders.

Milho

Os futuros do milho seguiram uma trajetória semelhante e fecharam perto das mínimas da sessão, enquanto os investidores esperavam pela previsão de produção do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) na terça-feira.

Trigo

Já os futuros do trigo estavam sem direção comum, com os contratos do trigo de inverno caindo, enquanto as ofertas de trigo na primavera se firmaram com os estoques apertados de oferta de alta proteína.

Na bolsa de Chicago, os futuros da soja para novembro fecharam em queda de 4,25 centavos de dólar, em 12,43 dólares o bushel e o milho para dezembro recuou 3,50 centavos de dólar em 5,3050 dólares o bushel.

A pressão da colheita pesou em ambas as commodities, já que as previsões apontavam para um bom tempo para o trabalho de campo nas principais áreas do oeste do Meio-Oeste dos EUA neste fim de semana.

“Os relatórios de produtividade estão, em geral, iguais ou acima das expectativas para o cinturão do milho ocidental, onde a colheita ainda está ocorrendo”, disse Charlie Sernatinger, chefe global de futuros de grãos da ED&F Man Capital, em nota aos clientes.

O trigo soft vermelho de inverno para dezembro caiu 7,25 centavos de dólar, em 7,34 dólares o bushel, enquanto o trigo de primavera negociado em Mineápolis (MGEX) para entrega em dezembro subiu 4,25 centavos de dólar, em 9,4650 dólares o bushel. O primeiro mês do contrato MGEX se aproximou da máxima em uma base contínua desde novembro de 2012.

FONTE: MONEY TIMES

Total
0
Shares
Previous Article

Sob pressão, preços do boi gordo mantêm tendência de queda

Next Article

ONS prevê chuva acima da média nos reservatórios do Sul e Sudeste

Related Posts